OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sábado, 14 de Dezembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

39% de reajuste para servidores da Prefeitura SP

Este índice é reivindicado por servidores que estão acampados defronte a sede da prefeitura. Eles manifestam sua insatisfação com a oferta do governo que, segundo eles, não contempla todos os servidores que estão com salários congelados. Foto: SINDSEP

Por Franklin Ataide dia em Nossos Direitos e Conquistas

39% de reajuste para servidores da Prefeitura SP
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador - São Paulo Capital 

Em greve desde terça (5) servidores municipais da cidade de São Paulo de níveis básico e médio, mantiveram o acampamento  defronte o gabinete do prefeito Bruno Covas no viaduto do Chá. Eles reivindicam descongelamento dos salários com reajuste salarial de 39%, que é a soma das perdas salariais no período.

A prefeitura respondeu que já encaminhou o projeto de reestruturação das carreiras administrativas para aprovação na Câmara dos Vereadores e que reservou 100 milhões de reais para estes servidores.

Os representantes das entidades que defendem o direito dos trabalhadores municipais rebate dizendo que 100 milhões não chega a 0,02% do orçamento municipal, que a proposta da prefeitura não atende todos os servidores que estão sofrendo arrocho salarial e que a proposta que foi enviada à Câmara não foi acordada com os servidores.

Os servidores reclamam da intransigência da administração que se recusa a recebê-los e que também não cedeu em nenhum das reivindicações, impondo de maneira unilateral reestruturação que só interessa à administração.

Prefeito dá com uma mão e tira com a outra, afirmam os grevistas.

Dizem também que já houve a publicação de novas diretrizes, pelo governo Covas, que embora tenham instituído o pagamento de abono salarial de 200 reais para servidores que integram as carreiras de nível básico e 300 reais para os integrantes do nível médio, por outro lado retirou direitos como a incorporação nos salários de gratificações. Conquista antiga e que sempre fez parte da construção dos salários dos servidores na aposentadoria.

A OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil, acompanha o movimento como espectadora e apoia os grevistas por considerar justos os pedidos. Não há que se considerar correto manter por anos congelamento de salários e somente reajustar salários de uma parcela dos servidores dentro de uma mesma categoria. A maneira com que os servidores estão sendo tratados pode e deve ser considerada como desrespeito a trabalhadores que garantem o bom funcionamento da administração municipal.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//