OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Terca-Feira, 31 de Marco de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Anderson Luna, presidente da OTB, pede aumento do adicional de insalubridade para enfermagem

O considerável aumento do trabalho e, principalmente exposição ao risco justificam a medida. Foto: Paulo Campos, vice-presidente (à esquerda) e Anderson Luna na Sede da OTB em São Paulo

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Anderson Luna, presidente da OTB, pede aumento do adicional de insalubridade para enfermagem
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo Capital

Hoje, na sede da OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil, o presidente da entidade, Anderson Luna anunciou, com aopoio da UNE - União Nacional de Enfermagem, solicitação ao governo que sejam aumentados, na medida do possível, o valor do adicional de insalubridade recebido por todos os servidores da saúde, em especial à classe médica e enfermagem.

Anderson também demonstrou preocupação com a segurança da enfermagem, já que tem chegado denúncias de falta de EPIs – Equipamentos de Proteção Pessoal em diversas unidades de saúde. “É de vital importância que os governos deem prioridade à compra e distribuição dos EPIs. Será imensurável a falta que um funcionário adoecido fará em momento tão importante. Precisamos ficar atentos ao que acontece em outros países como a Espanha, onde 15% da enfermagem adoeceu. Não podemos deixar que sejam postos em risco nossas equipes médicas e seus familiares”.

A mensagem foi acompanhada por Jonas Soares, presidente da UNE, que está na linha de frente. “Como integrante da enfermagem, tenho visto de frente – e sofrido – os problemas de distribuição, principalmente de EPIs nas unidades. Não é momento para improvisação. A enfermagem necessita cumprir os protocolos de segurança para poder trabalhar com eficiência, sem correr riscos. Estamos prontos para enfrentar as dificuldades, mas necessitamos do auxílio do governo”.

Anderson completou afirmando que “o aumento do adicional de insalubridade é, mais que merecido, sinal de reconhecimento pelo esforço que a categoria – e todos que estão trabalhando diretamente no combate – tem feito. Também tem efeito positivo na economia, que está debilitada pela paralisação provocada pelo isolamento social tão necessário. Vamos à luta, todos nós brasileiros, em conjunto, para retornarmos logo à normalidade”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//