OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Terca-Feira, 12 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

As Centrais Sindicais e o novo momento brasileiro

EDITORIAL – Com o fim do imposto sindical, as Centrais Sindicais terão de se modernizar ou estarão destinadas ao fim. A OTB nasceu com novas propostas, atuação distinta, independência política e não dependente do imposto.

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

As Centrais Sindicais e o novo momento brasileiro
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 27/07/2018, 20:00 h – São Paulo

Nos últimos meses, a sociedade observou as manobras das elites no sentido de desmontar a atuação sindical, diminuindo a força dos trabalhadores. Esta foi a intenção ao promover o fim do imposto sindical.

Este cenário previsto pelos analistas da OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil foi um dos motivos pelos quais a entidade nasceu  planejada para atuar de maneira independente do imposto.

A OTB não depende do imposto sindical.

As Centrais Sindicais tradicionais foram perseguidas por terem se tornado, cada vez mais, instrumentos de partidos políticos que entidades de defesa do direito dos trabalhadores e foi esta atividade que motivou esta retaliação. O Brasil vive o momento em que poderosos desejam impedir, à qualquer custo a participação de um candidato à presidência. O desmantelamento do sindicalismo faz, naturalmente, parte desta estratégia.

A OTB não atua a favor de nenhum partido político.

Mais que atuação sindical, a OTB procura, pela união dos trabalhadores, influenciar a sociedade. E, ainda mais, pensamos ser importante a união com trabalhadores do mercosul, a participação em referendos e nos processos, buscar a transparência na atuação pública e aumentar a representatividade política dos trabalhadores.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//