OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Bolsonaro vai aumentar - e muito - a mordida do imposto de renda

Bolsonaro deve acabar com dedução médica e de educação para pagar o "Renda Brasil" que só terá verba com extinção das deduções do imposto de renda e o fim de cerca de 27 programas sociais hoje ativos.Foto: Flickr

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Bolsonaro vai aumentar - e muito - a mordida do imposto de renda
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – Brasília

Em reunião ontem (24), o ministro da economia, Paulo Guedes, comunicou ao presidente jair Bolsonaro que o plano de transformar o “Bolsa Família”, programa do PT – Partido dos Trabalhadores em “Renda Brasil” e colher os resultados, só será possível com a extinção das deduções do imposto de renda que beneficiam a população produtiva – e já massacrada por impostos – e da extinção de até 27 programas assistenciais da área social.

Tudo isso é preciso para conseguir a verba necessária para o pagamento de até 270 reais mensais para o maior número possível de pessoas (o presidente quer 300 reais).

Avaliar se a proposta tem caráter eleitoreiro, fica por conta do leitor.

Em números, a equipe econômica deseja que o novo programa atinja entre 6 e 8 milhões de pessoas a mais que o Bolsa Família (que hoje tem o valor de 190 reais). No total seriam alcançadas diretamente 14 milhões de pessoas. Porém, no momento, não existe verba que cubra este rombo.

A alternativa seria o corte da dedução de despesas médicas e despesas com educação no imposto de renda de cada cidadão. Na prática, grande aumento no valor cobrado.

O governo justifica afirmando que estes são benefícios utilizados por famílias de alta renda, como se a educação e saúde públicas fossem exclusividade dos ricos e como se famílias normais fizessem grande esforço para manter seus planos de saúde e os filhos em escolas melhores.

Porém, apenas saquear as contas dos trabalhadores não basta. O ministro sugeriu a extinção de quase 3 dezenas de programas sociais para fechar a conta.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//