OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Bruno Covas pode proibir trânsito de pessoas na próxima quarta-feira

Prefeito disse que a decisão dependerá da ciência e que é preciso contribuição da população. Foto: reprodução Rádio Piratininga

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

Bruno Covas pode proibir trânsito de pessoas na próxima quarta-feira
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo Capital

Ontem (21) o prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse que anunciará decisão sobre possível lockdown na cidade na próxima quarta-feira. Na entrevista, disse que a decisão dependerá de avaliação científica e que precisa contar com a colaboração da população.

O decreto municipal de feriado prolongado, que foi aumentado em um dia com o acréscimo da segunda-feira (25) pelo governo do estado, foi tentativa para que as taxas de isolamento tivessem aumento para chegar a 55%. A ideia é que maiores índices de isolamento consigam evitar o fechamento da cidade e impedimento da circulação de pessoas que acontecerá com o lockdown.

O destino da cidade deverá ser anunciado dia 1º de junho em conjunto com o governador João Dória (PSDB). O governador já sinalizou que poderá iniciar o relaxamento do isolamento social desde que o estado tenha queda de infectados por 14 dias seguidos, situação que não aconteceu ainda.

Entidades internacionais recomendam que o lockdown total deva ser decretado quando a ocupação das UTIs chegarem a 90%. Na capital paulista este índice já está em 92%.

“A prefeitura está tentando tudo que está ao alcance de suas mãos para poder mostrar para a população a importância de ficar em casa. Todas as ações foram bem implementadas, mas elas dependem também da participação das pessoas”, afirmo Bruno Covas.

O prefeito se referia às tentativas de rodízio ampliado (dia-sim, dia-não) e de bloqueio de vias que foram pouco respeitadas.

 

LEIA TAMBÉM: Servidores da Prefeitura de SP, exceto da educação, poderão pedir reposição salarial na justiça

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//