OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Deve haver fusão entre sindicatos e Centrais Sindicais

Com a reforma trabalhista, as condições para gerenciamento dos pequenos sindicatos tendem a se deteriorar e muitos vislumbram o fechamento. A tendência é que estas entidades se tornem parte das Centrais Sindicais.

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

Deve haver fusão entre sindicatos e Centrais Sindicais
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 31/08/2018, 08:30 h – São Paulo

É preciso admitir que o Brasil vive uma clara distorção na concessão de licenças de funcionamento de sindicatos. O país tem hoje, registrados, cerca de 17,2 mil sindicatos contra 90 sindicatos atuantes na Argentina e cerca de 100 sindicatos nos Estados Unidos, França e Reino Unido.

Sem discutir as origens dessa distorção, o fim do imposto sindical, que mantinha bem ou mal estas estruturas funcionando, deve por fim a boa parte deste contingente. Outra parte tende a se fundir às Centrais Sindicais, tornando enfim estas organizações, catalisadores das demandas trabalhistas.

O vice-presidente da OTB, Paulo Campos, declarou ontem (30) que “é um momento importante para nós e para as outras centrais. A OTB já nasceu preparada para sobreviver sem o imposto e declaramos desde a fundação que abriríamos mão dessa verba por julgar indevida a cobrança imposta aos trabalhadores. Os sindicatos que desejarem fazer parte da OTB poderão se afiliar ou mesmo tornarem-se parte da estrutura da nossa entidade - caso não exista órgão da OTB na cidade onde estiverem - podendo assim, sobreviver se valendo da estrutura que estamos desenvolvendo. O crescimento da OTB é nossa meta, para defesa dos trabalhadores, queremos visibilidade e não acreditamos que somos dependentes de verbas do governo”.

Claramente viciada, a concessão de licenças sindicais junto ao MTE - Ministério do Trabalho e Emprego, acabou com a denúncia de 26 pessoas que “vendiam” este serviço, entre os denunciados está o ex-Ministro Helton Yomura, Roberto Jefferson (presidente do PTB – Partido Trabalhista Brasileiro) e os deputados Jovair Arantes (PTB-GP), Cristiane Brasil (PTB-RJ), Paulinho da Força (SD-SP), Wilson Santiago Filho (PTB-PB) e Nelson Marquezelli (PTB-SP) que mantinham servidores em funções comissionadas para acelerar a tramitação dos processos.

A OTB entende que a modernização da atuação sindical é inevitável e necessária. Em época de ataques aos direitos trabalhistas, como a aprovação da terceirização das atividades-fim, que põe em risco direitos trabalhistas conquistados em décadas de luta, é preciso que exista união entre a entidades sindicais. Somente assim será possível manter os direitos que ainda restam e tentar reverter estas últimas perdas.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//