OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sábado, 16 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Dória, funcionários públicos e a própria excrescência

EDITORIAL – Respeitosa deve ser a relação dos governos com os acordos firmados pelos seus antecessores. No caso dos servidores públicos, excrescência é o atual governante fazer declaração imputando aos servidores culpa por direitos adquiridos.

Por Anderson Luna dia em Nossos Direitos e Conquistas

Dória, funcionários públicos e a própria excrescência
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 23/01/2019, 15:00 h – São Paulo

Causou revolta aos funcionários públicos, a entrevista do governador eleito João Dória em que ele chamou de excrescência a aposentadoria integral que os servidores tem direito após anos de trabalho.

O Brasil é um país de modismos e agora a moda é culpar servidores públicos pelas mazelas administrativas dos governos, afirmando que os déficits (implicitamente todos) são culpa das aposentadorias integrais.

Não é possível a retirada de direitos. Quando o servidor prestou concurso e entrou no serviço público havia uma série de regras a serem cumpridas para a conquista do direito à aposentadoria integral. Não é aceitável mudar a regra para pessoas que não tiveram direito de escolha. Muitos servidores afirmam que não teriam trabalhado anos com baixos salários se soubessem que teriam seu direito minimizado.

É importante que a população saiba que apenas 1,6% da população brasileira é composta por funcionários públicos, numero que certamente não afeta as contas públicas da maneira que tem sido alardeado. Mais importante é observar que as reformas da previdência, federal, estaduais e municipais não tem contemplado políticos e militares, por exemplo, que continuam com seus benefícios intactos.

A OTB acredita justas e necessárias as reformas da previdência, política e fiscal. O Brasil necessita desta adequação para poder disputar em pé de igualdade no mercado internacional e estimular a criação de novas empresas e a criação de empregos. O que não achamos justo é mudar regras que estavam estabelecidas. Que existam novas regras para quem ingressar agora no serviço público é justo. Se vão cortar a aposentadoria integral que criem algo como um fundo de garantia para estes trabalhadores.

Não é aceitável a simples retirada de direitos constituídos ou como se diz, mudar as regras no meio do jogo.

Dória, funcionários públicos e a excrescência

Pesquisa OCDE sobre funcionalismo público (consulte em Clique aqui)

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//