OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Escola deve discutir corrupção, aponta OTB

EDITORIAL - A base da sociedade organizada é construída na escola. Partindo daí, é importante que o tema “corrupção” seja discutido com os alunos, incluindo temas como ética e estímulo ao controle social.

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Escola deve discutir corrupção, aponta OTB
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 15/06/2018, 09:00 h – São Paulo

A maneira como a corrupção está arraigada em todos os níveis de governo e a naturalidade com que é aceita – aparentemente como inevitável -  soa como alerta de que algo de errado foi feito no passado. Para evitar que esta situação se perpetue é necessário mudar a compreensão do tema e, nada pode ser melhor que começar pelo embrião da sociedade: as crianças.

Escola constrói a base da sociedade. É nela que se tem oportunidade de aprender conceitos de cidadania, ética e integridade.

A implantação de currículo com tema “corrupção” nas escolas, de maneira interdisciplinar, pode fornecer às crianças instrumentos para identificar e combater este mal, tornado gerações vindouras capazes de transformar a realidade de hoje.

A consciência dos problemas que a corrupção causa vai provocar rejeição aos políticos envolvidos e trazer crianças e adolescentes para o exercício do controle social (para saber mais, clique aqui) em todas as esferas.

Poderão ser tratados temas de gestão com ética, cidadania, participação e controle dos gastos públicos. A ideia é evitar que os jovens permaneçam alheios aos problemas enfrentados pela sociedade e incutir conceitos de cidadania, fortalecendo a sociedade ao ensinar que interesses públicos devem prevalecer sobre interesses privados.   

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//