OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Famílias de brasileiros mortos pelo covid-19 não merecem um "e daí?"

Postura arbitrária, contrária as orientações seguidas por todo o mundo, pode estar provocando a morte de brasileiros. Foto: Wikipedia

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

Famílias de brasileiros mortos pelo covid-19 não merecem um "e daí?"
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – Brasília

EDITORIAL

O Brasil está vivendo a pior crise médica em um século e nós não podemos aceitar que a saúde pública seja tratada de maneira leviana.

Quando Jair Bolsonaro responde com um insensível “e daí?” ao ouvir que o Brasil ultrapassou a China em número de mortes, devia acender uma luz de alerta na sociedade.

Precisamos nos perguntar: o que importa para nosso dirigente mais que a vida do povo?

Vários dados ajudam a entender o desdém do presidente com a saúde pública. A sintomática saída do Ministro da Saúde Mandetta em pleno ápice da crise e o fato do atual ministro ter assumido há 11 dias e ainda não ter entrado em contato com os estados (segundo afirmação de João Dória, governador de São Paulo) podem bem medir a tendência desse governo à inatividade.

Enquanto isso, sites internacionais indicam 72.899 casos confirmados no Brasil com 5063 mortos.

Outra medida que pode resultar em mortes, foi o cancelamento da compra de 15 mil respiradores da China pelo novo Ministro da Saúde que aposta na produção nacional para suprir a demanda. O Ministério da Saúde afirmou que, ao longo de três meses, uma rede de empresas fornecerá 14 mil respiradores, sem fazer a conta que, com os 15 mil, seriam 29 mil respiradores disponíveis.

Enquanto isso, já há fila de pessoas necessitando de respiradores em Manaus, por exemplo.

O quadro deve ser ainda muito pior. O baixíssimo nível de testes da população, aliado ao registro de mortes por síndrome respiratória aguda, em vez de morte devido ao covid-19 registrados pelo InfoGripe, plataforma do Ministério da Saúde em parceria com a Fiocruz que reúne dados sobre doenças respiratórias no país, permitem estimar que 2500 mortes podem não terem sido notificadas corretamente. Este número colocaria o Brasil no sexto lugar com mais mortes no planeta, sem contar que hoje (28) existem ainda 1136 óbitos em investigação no país.

Não podemos permanecer divididos entre esquerda e direita quanto nossos amigos, pais e filhos estão morrendo, quando nossas próprias vidas estão em perigo. O afastamento social, enquanto não surgir a vacina, é o único meio de garantir que todos os que precisam terão atendimento médico.

Essa é a única verdade: se você, brasileiro, não se cuidar, vai perder alguém querido muito provavelmente.

Cuide-se. Fique em casa.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//