OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quinta-Feira, 24 de Junho de 2021

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Fraca esperança. Medicamento contra covid é aprovado pela Anvisa

Pode ser utilizado em casos leves e moderados da doença. Foto: Chico Bezerra/Prefeitura Municipal do Jaboatão dos Guararapes

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Fraca esperança. Medicamento contra covid é aprovado pela Anvisa
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo

Foi aprovado pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária o uso da combinação dos remédios casirivimabe e imdebimabe em pacientes com covid-19 em uso restrito a hospitais e sob prescrição médica. Segundo a entidade os medicamentos podem ajudar a evitar hospitalizações e mortes relacionadas ao coronavírus.

Os dois medicamentos aprovados são de uso restrito hospitalar e não serão vendidos nas farmácias.

Casirivimabe e imdevimabe são anticorpos monoclonais, ou seja, proteínas feitas em laboratório capazes de imitar a capacidade do sistema imunológico de combater o vírus.

Porém o tratamento é caro e demorou mais que as vacinas apesar de terem sido a primeira aposta dos cientistas no combate ao avanço da covid-19.

Dado importante é que quando dado o novo coquetel de medicamentos a paciente que está em uso de oxigênio em vez de melhora, há piora do quadro médico.

O tratamento com os novos medidamentos é indicado para pacientes com mais de 40 quilos, mais de 12 anos, que não necessitem de suplementação de oxigênio e que apresentem ao menos um fator de risco para progressão da covid grave, como: idade avançada, obesidade, doença cardiovascular incluindo hipertensão, doença pulmonar crônica incluindo a asma, diabetes, doença renal crônica, doença hepática crônica e pacientes imunossuprimidos.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//