OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Jornalismo x fake news: a verdade em jogo

EDITORIAL - A grande mídia tem se esforçado em policiar a veiculação de fake news, porém o controle do que é verdadeiro ou falso não pode ficar em poucas mãos.

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

Jornalismo x fake news: a verdade em jogo
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 04/07/2018, 18:00, São Paulo

Muito se tem falado sobre a veiculação de noticias falsas na mídia. As “fake news” povoam efetivamente as redes sociais e os serviços de comunicação tipo Whats App, com centenas de veiculações claramente forjadas com a intenção de prejudicar a imagem desta ou daquela instituição, deste ou daquele candidato ou político.

Esse volume de notícias falsas que se intensificam no período eleitoral, terminaram por motivar uma série de ações como a união da mídia na iniciativa Comprova que pretende se tornar um espaço de verificação de autenticidade e iniciativas como as SBT –Sistema Brasileiro de Televisão, da ANER – Associação Nacional dos Editores de Revistas e do Google.

Porém a manutenção da autoridade sobre a autenticidade nas mãos da grande mídia tem seus problemas.

As grandes empresas de comunicação tem no Brasil, duas tradições: a primeira é de não manifestar sua posição política com clareza e a segunda é a de influenciar a opinião pública sem respeitar limites.

O perigo deste “controle” é de grandes empresas, sob pretexto de “ética”, promoverem uma espécie de censura à pequena mídia, como aconteceu com o DCM - Diário do Centro do Mundo e com a Revista Fórum que foram ameaçados de remoção de uma rede social por terem sido avaliados como divulgadores de fake news pela agência Lupa de checagem sobre a notícia do terço abençoado pelo Para e entregue por um assessor do sumo pontífice ao presidente Lula.

A criação de uma agência independente de verificação, com liberdade e sem influência política ou empresarial poderia indicar um caminho diferente, ao expressar sem julgamento a veracidade ou falsidade de notícias veiculadas.

O jornalismo é um dos mais importantes instrumentos da democracia. A informação é fundamental para o cidadão, para a economia e para a construção de uma sociedade saudável. O Brasil precisa proteger e fiscalizar o jornalismo, indicando o caminho, fortalecendo instituições e criando mecanismos de controle que não restrinjam.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//