OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Mortes em confronto com a polícia aumentam 49% no Rio de Janeiro

Estatística é do mês de julho.

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Mortes em confronto com a polícia aumentam 49% no Rio de Janeiro
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador - Rio de Janeiro 

Por Vladimir Platonow
 
As mortes em confronto com a polícia aumentaram 49% em julho, quando comparado ao mesmo mês de 2018 e 29% na comparação com junho. No mês passado, foram registrados 194 casos desse tipo, ou 6 por dia, segundo dados foram divulgados nesta quarta-feira (21), pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), do governo do estado.

O número de “mortes por intervenção de agentes do Estado”, como é tecnicamente chamado, chegou a um pico de 176 casos em agosto do ano passado, durante a intervenção das Forças Armadas na segurança do Rio, e vinha caindo, atingindo 88 mortes em dezembro de 2018.

No primeiro mês do governo de Wilson Witzel, que se elegeu prometendo um confronto direto com os criminosos, inclusive defendendo o abate de pessoas portando fuzis, as mortes em confrontos com a polícia subiram para 159 em janeiro, caindo de fevereiro a abril, mas tornando a subir a partir de maio.

Em outras categorias, os números do ISP mostraram uma forte redução nos casos de homicídios dolosos em julho, com o menor número de vítimas no estado desde agosto de 2015 (309), uma redução de 25% em relação ao mesmo período do ano passado e de 6% em relação a junho de 2019. No acumulado do ano, foram registradas 2.392 vítimas, o menor valor para o período de janeiro a julho desde 1991. Em relação ao mesmo período do ano passado, a queda foi de 23%, ou 709 mortes a menos no estado, quando comparado com o mesmo período de 2018.

O indicador letalidade violenta, que abrange homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do Estado, diminuiu 7% em julho quando comparado com o mesmo período do ano passado, mas aumentou 6% em relação a junho de 2019.

Nos roubos de rua, que inclui roubo a pedestre, em coletivo e de aparelho celular, a redução foi de 8% em julho, totalizando 10.071 casos, ou 335 roubos por dia. Os números completos podem ser acessados na página do ISP na internet.

Fonte: EBC

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//