OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Terca-Feira, 19 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

MS, CE, AL e AC reajustam salários de servidores.

Diferentemente do que se tem divulgado, existe reajuste salarial em diversos estados da união.

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

MS, CE, AL e AC reajustam salários de servidores.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 04/07/2017, 20:00 h – São Paulo -  Embora alguns governadores tenham dito que não existe aumento salarial, vários estados tem contemplado seus servidores com reajustes. A justificativa é sempre a crise e são tomados os estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul como exemplos – apesar da má gestão ser o principal motivo dos atrasos nos pagamentos do servidores públicos naqueles estados.

Alagoas reajustou salários em 6,29%, divididos em 3,15% em junho e 3,14% em dezembro, no Ceará o percentual foi o mesmo para quem ganha salário mínimo (para os demais o reajuste foi de 2% e servidores da educação tiveram 7,54%). Piauí também concedeu 6,29% (mas somente para servidores da segurança pública). Em Pernambuco policiais e bombeiros tiveram reajustes de 25 a 40% parcelados em 3 vezes (até dez/2018).

No Acre houve reajuste de 7% para algumas categorias (mas o governo aumentou a contribuição previdenciária de 11 para 14%.

No Maranhão  o aumento foi de 8% para professores e até 23% para policiais.

No Paraná, foi reajustadoem 23% o auxílio-refeição apenas, enquanto na Paraíba foi aumentado em 13,05% o piso salarial do magistério (para adequação à legislação federal).

Em Goiás – após greve – o governo aceitou pagar reajuste de 7,64% aos professores efetivos e 34% aos temporários.

No Mato Grosso, a gestão ainda está cumprindo acordos de anos anteriores, concedendo os percentuais acertados.

Nos demais estados não haverá reajuste salarial e, em alguns, como no Espírito Santo que sofreu com a greve dos policiais este ano, sindicatos cogitam greves gerais.

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//