OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Nota do Conselho Deliberativo da OTB

Nota do Conselho Deliberativo da OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil em apoio à greve dos servidores públicos municipais da cidade de São Paulo.

Por Anderson Luna dia em Nossos Direitos e Conquistas

Nota do Conselho Deliberativo da OTB
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O presidente nacional da OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil, Anderson Luna, representando o conselho deliberativo da entidade vem à público declarar apoio à greve geral dos servidores municipais de São Paulo pela revogação do PL 621/16 (SAMPAPREV), convocada para hoje, dia 04 de fevereiro de 2019.

A OTB decidiu por apoiar a greve por entender que a maneira com que foi tratado o assunto – sem participação ativa dos servidores e em “agenda” especial para evitar manifestações – não corresponde ao que se espera de um governo democrático. O povo brasileiro está cansado de ser vítima de “manobras” que visam atender a interesses que não estão claros.

A OTB também entende que o expediente de reajustar contribuição dos servidores para cobrir o chamado “rombo da previdência”  foi utilizado em 2005 pelo então prefeito José Serra, jogando a conta para os servidores que tiveram os descontos em seus pagamentos aumentados de 5% para 11%, sem resultado efetivo.

Na cidade mais rica do país em que os servidores públicos são penalizados com seguidos reajustes de 0% em seus salários, a mesma desculpa, o governo do mesmo PSDB, utiliza para promover novo confisco salarial ao aumentar a contribuição de 11% para 14%.

Confisco salarial para cobrir pendências do governo é proibido pela legislação.

Por estes motivos a OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil declara apoio à greve, pela defesa dos direitos dos trabalhadores municipais da cidade de São Paulo, contra o confisco salarial, por reajustes dignos para estes trabalhadores em conformidade com a inflação do ano anterior e contra a maneira arbitrária com que estes trabalhadores tem sido tratados.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//