OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

OTB reage à terceirização irrestrita

Para o presidente da entidade, Anderson Luna, a terceirização, além de não estimular a criação de empregos, diminui a união dos trabalhadores e sua capacidade de mobilização.

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

OTB reage à terceirização irrestrita
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 30/08/2018, 20:00 h - São Paulo
Hoje, (30) ministros do STF - Supremo Tribunal Federal considerara, por 7 votos a 4, constitucional a aplicação irrestrita da lei da terceirização que permite a todas empresas em todas atividades se valerem de funcionários de companhias contratadas, em vez de terem elas mesmas de contratarem os trabalhadores.

Juízes do trabalho vinham decidindo com base na Súmula 331, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que proíbe a terceirização das atividades-fim.

Advogados das empresas alegam que a definição alinha a legislação às práticas globais. A OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil discorda, já que a proposta comprovadamente reduz salários, prejudica a concessão de benefícios e a negociação de salários.

“Este entendimento é um grande retrocesso - afirmou Anderson Luna, presidente da OTB - estamos, nestes últimos anos, perdendo a maioria das conquistas que os trabalhadores levaram décadas para fazer com que valessem, com que fossem regulamentadas. É um cenário triste, quando poderosos se unem para destruir os direitos dos trabalhadores fingindo tratar-se de medidas necessárias ao crescimento econômico”.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//