OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sábado, 16 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Planejamento pretende mexer no FGTS e Seguro desemprego

Do saldo a receber o trabalhador sacaria apenas o equivalente ao seu salário por 3 meses.

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

Planejamento pretende mexer no FGTS e Seguro desemprego
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 06/07/2017, 16:00 - Brasília - O ministro da fazenda, Henrique Meirelles afirmou que o governo estuda usar um parcelamento do Fundo de Garantia de trabalhadores demitidos para substituir os primeiros meses do seguro-desemprego.

A idéia é que haja economia com gastos do seguro desemprego. Hoje o trabalhador demitido pode sacar todo o dinheiro do FGTS e a multa de 40% sobre o saldo sem restrições.

Por três meses, o trabalhador sacaria de sua conta do FGTS apenas o equivalente a seu último salário. Se em 3 meses ele não novo arrumar emprego, poderia sacar o restante do FGTS, multa e dar entrada no seguro desemprego.

Em nota a Ordem dos Trabalhadores do Brasil declarou que "mexer em direitos do trabalhador virou rotina neste governo atual. Nunca se viu posições tão contrárias à classe trabalhadora. Sugerimos ao Planejamento queestude pontos de recuperação econômica eficazes que não prejudiquem a parcela mais frágil da sociedade. É preciso evitar retrocessos".

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//