OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sábado, 06 de Marco de 2021

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Prefeitura SP: fim do reajuste de 0,01%, luz no fim do túnel

Vereador pediu revisão da política dos 0,01% durante votação de reajuste de 46% no salário do prefeito e alto escalão. Foto: Divulgação

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

Prefeitura SP: fim do reajuste de 0,01%, luz no fim do túnel
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo Capital

Passou despercebido, porém foi importante a fala do vereador Celso Giannazi (PSOL) na Câmara dos Vereadores da Cidade de São Paulo, sobre a necessidade de ser discutida a política de reajustes 0,01% para os servidores municipais.

Segundo ele, é preciso “discutir aqui na Casa, o aumento para o conjunto dos servidores públicos, uma política diferente do 0,01%; a nomeação dos aprovados em concursos públicos aqui na cidade de São Paulo”.

Giannazi completou afirmando que a cidade tem “recursos...Temos superávit de 5 bilhões (de reais)... para nomear os aprovados em concurso públicos e implementar, na cidade de São Paulo, de uma vez por todas, uma política salarial condizentecom os servidores públicos municipais.

A política de 0,01% corrói os salários dos servidores há quase duas décadas. Implantada no governo Marta Suplicy (2001-2005), sempre que a prefeitura alega que está gastando mais do que deve, ela se recusa a reajustar (não se trata de aumento) os salários dos servidores municipais, que acabam desvalorizados pela inflação.

A OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil considera absurda e abusiva política a inexistente política salarial da Prefeitura de São Paulo. Nâo é aceitável que, no mesmo tempo em que é reajustado o salário do próprio prefeito e, por consequência, os salários do alto escalão da prefeitura, que se alegue que é impossível manter - apenas manter - o poder de compra dos salários dos servidores municipais.

É preciso mobilização por parte dos políticos em torno do bom senso. Não se trata de questão a ser postergada em virtude da pandemia do coronavírus, em especial quando os índices inflacionários dispararam, afetando diretamente a vida dos servidores municipais. 

LEIA TAMBÉM: Agora é certo: São Paulo sem Dória em 2022

LEIA TAMBÉM: Inflação do aluguel de 25,71% preocupa servidores vítimas da política salarial dos 0,01%

LEIA TAMBÉM: Servidor público, atenção! Seu salário poderá diminuir em até 25%

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//