OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Reforma administrativa não vai prejudicar servidores municipais, estaduais e federais na ativa

Reforma de Bolsonaro é só para novos concursos, servidores na ativa não sofrerão com alterações. Foto: Flickr

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Reforma administrativa não vai prejudicar servidores municipais, estaduais e federais na ativa
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – Brasília

Por instrução do presidente Jair Bolsonaro, servidores na ativa, tanto municipais, quanto estaduais e federais, serão poupados dos efeitos da reforma administrativa. Dessa maneira, cerca de 9,8 milhões de servidores públicos puderam respirar aliviados.

A reforma formulada pelo ministro da economia, Paulo Guedes, previa, entre outros pontos, a redução de licenças, gratificações, anuênios (acréscimos no salário por cada ano trabalhado) e licenças-prêmio.

“Para novos servidores o cenário será bastante diferente” afirmou Paulo Campos, vice-presidente da OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil. “o conjunto de mudanças apresentado, que termina com a estabilidade, acaba com o serviço estatutário e reduz os salários iniciais, tendem a diminuir consideravelmente o interesse pelas carreiras públicas”.

Segundo a proposta, carreiras com estabilidade seriam apenas as dos auditores da Receita e Diplomatas. Todos os demais seriam contratados pela CLT – Consolidação das Leis do Trabalho. Também é proposto limite para salários iniciais. A ideia é que ninguém entre na carreira pública ganhando mais de 5 mil reais por Mês.

LEIA TAMBÉM: Dória define que escolas reabrem dia 8 de setembro

LEIA TAMBÉM: Joiced Hasselmann é oficialmente candidata à Prefeita de São Paulo

LEIA TAMBÉM: Servidores com salários congelados enfrentam inflação galopante

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//