OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Domingo, 17 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Rio de Paz faz homenagens às 57 crianças mortas por balas perdidas

Última vítima foi menina Ágatha Félix, morta na sexta-feira. Foto: Foto: Hermes de Paula / Agência O Globo

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Rio de Paz faz homenagens às 57 crianças mortas por balas perdidas
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador - Rio de Janeiro

Por Douglas Corrêa
 
A organização não governamental (ONG) Rio de Paz fincou hoje (23), no Aterro do Flamengo, 57 cruzes brancas presas com uma flor com os nomes das crianças, com idades que vão até 14 anos, vítimas de balas perdidas entre 2007 e 2019. A medida foi tomada após a morte da menina Ágatha Félix, de 8 anos, que foi atingida por uma bala perdida nas costas, na sexta-feira (21), na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão.  

“Nenhuma ação isolada dá conta dos problemas que o Rio de Janeiro enfrenta na segurança pública. O Estado carece de um pacote de medidas, que tenha como meta combater as mais diferentes causas que, historicamente, estão por trás das mortes de moradores de favela e policiais. A começar pela implementação de políticas públicas nas comunidades pobres, reforma da polícia e fim da guerra às drogas fazem parte desse debate”, disse o presidente do Rio de Paz, Antônio Carlos Costa.

As cruzes estão no canteiro lateral das pistas em direção ao centro da cidade. O Aterro do Flamengo é uma das principais ligações entre os bairros da zona sul e o centro da cidade. As cruzes devem ficar no local durante 15 dias.

Escolas sem aula
O prefeito Marcelo Crivella falou nesta segunda-feira sobre a política de enfrentamento do governo do Estado. O prefeito disse que o município tem 436 escolas instaladas em comunidades. “Desde o início do ano as escolas ficaram com mais de 700 dias sem aula, devido às ações policiais nas comunidades”, disse Crivella.

O prefeito disse ainda que fica difícil formar novos cidadãos, ter bons notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) “com tantas balas perdidas”. “Mas se as ações são inevitáveis, que ocorram antes de iniciar o período escolar”, disse Crivella.

Boneca da Mônica
O jornalista e escritor Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica, se manifestou hoje pelo Instagram sobre a morte da menina Ágatha. A mãe da criança, Vanessa Francisco Sales, foi ao enterro, carregando uma boneca da Mônica, de quem a filha era fã. 

“Meus sentimentos e minhas lágrimas pela pequena Ágatha!”, escreveu Maurício, que postou com a mensagem uma foto da mãe da criança, Vanessa Francisco Sales, carregando a boneca enquanto era amparada por familiares durante o enterro da filha, no cemitério de Inhaúma, na zona norte do Rio.

Fonte: EBC

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//