OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

São Paulo deve antecipar feriados para parar a cidade e rodízio volta ao normal

Feriados seriam um pré-lockdown e rodizio de veículos volta ao tradicional na segunda (18). Bruno Covas anunciou mudanças neste domigo (17). Foto: divulgação

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

São Paulo deve antecipar feriados para parar a cidade e rodízio volta ao normal
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo Capital

Bruno Covas (PSDB), prefeito da cidade de São Paulo, enviou hoje (17) para a Câmara dos Vereadores, projeto de lei em regime de urgência que propõe antecipação de feriados municipais. O objetivo é aumentar a taxa de isolamento social, enquanto é preparado um possível lockdown – que é o fechamento total da cidade – caso continue a aumentar o número de contaminados e a taxa de utilização dos sistema de saúdes na capital.

Segundo o presidente da Câmara, Eduardo Tuma (PSDB) afirmou que o projeto entrará na pauta já na segunda-feira (18) e deve ser aprovado até terça (19).

A antecipação dos feríados, que seria uma espécie de pré-lockdown foi tratado pelo prefeito durante entrevista. Covas também afirmou que, pelo impacto que o fechamento da capital teria nas cidades da grande São Paulo, a decisão não poderia ser tomada por ele de maneira unilateral e somente em conjunto com o governo estadual.

Em coletiva de imprensa virtual, ainda neste domingo (17), o prefeito anunciou a volta do rodízio tradicional de veículos na cidade a partir de segunda-feira (18). Segundo o prefeito, o rodízio ampliado não surtiu o efeito esperado que seria a diminuição da mobilidade na cidade.

A medida vai ser publicada no diário oficial ainda hoje (17).

São Paulo, apesar da diminuição no volume de veículos, apresentou aumento do uso do transporte urbano e não houve diminuição da circulação de pessoas na cidade, que continuou abaixo dos 50%.

A partir de segunda (18) ficam proibidos de rodar os veículos

·  Segunda-feira: final de placa 1 e 2

·  Terça-feira: final de placa 3 e 4

·  Quarta-feira: final de placa 5 e 6

·  Quinta-feira: final de placa 7 e 8

·  Sexta-feira: final de placa 9 e 0

 As medidas se justificam, segundo o secretário municipal de saúde, Edson Aparecido, porque as mortes devido ao covid-19 tiveram aumento de 432% em menos de um mês na capital paulista.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//