OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sábado, 06 de Marco de 2021

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Servidor público, atenção! Seu salário poderá diminuir em até 25%

Reformas administrativa e PEC emergencial são prioridades do recém eleito presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira. Foto: Flicr

Por Paulo Campos dia em Nossos Direitos e Conquistas

Servidor público, atenção! Seu salário poderá diminuir em até 25%
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo

O recém eleito presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL), que comandará a casa pelos próximos dois anos, afirmou que serão prioridades a PEC Emergencial – que prevê a redução de salários e jornadas de servidores públicos - e a Reforma Administratriva

Entidades sindicais, incluindo a OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil, protestaram contra a PEC e a Reforma, da maneira como estão sendo apresentada, compreendendo principalmente que este é momento de defesa dos servidores públicos, que prestaram excepcional serviço durante todo o curso da pandemia do coronavírus no Brasil.

Gatilho da PEC Emergencial, prioridade de Lira, permite redução em até 25% dos salário de servidores - com redução de jornada - quando políticos maus administradores gastarem mais do que devem. Medida, na prática, permite transferência dos valores de folhas de pagamento para fins eleitoreiros.

Lira ainda fez ligação entre o fornecimento de vacinas e servidores públicos, deixando a entender que “temos que diminuir as divergências e todos trabalharmos firmes e juntos para construirmos possibilidades de conseguirmos vacinas e insumos para vacinar todos os brasileiros o mais rápido possível”, como se a categoria que mais trabalhou e que enfrentou de frente o vírus, como os servidores públicos da área da saúde, fossem motivo para os atrasos.

Entre as “maldades” previstas na PEC Emergencial que afetam diretamente o serviço público, a principal é o “gatilho” que permite a redução dos salários dos servidores – com redução da jornada – em 25%, não necessariamente de maneira linear, sempre que fossem ultrapassados limites nas despesas públicas. Na prática, um político péssimo administrador, que gasta mais que o orçamento, poderá reduzir a folha de pagamento em 25% para honrar compromissos.

 

LEIA TAMBÉM: Prefeitura SP irá conceder reajuste salarial em 2021

LEIA TAMBÉM: Doria: retorno às aulas em 1º de fevereiro, OTB é contra

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//