OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Servidor, veja como devolver o auxílio emergêncial, caso tenha recebido indevidamente

Os 680 mil funcionários públicos receberam auxílio emergencial podem devolver os valores. Pagamentos realizados já chegam perto de 1 bilhão de reais. Foto: fotomontagem Flickr

Por Paulo Campos dia em OTB no Brasil

Servidor, veja como devolver o auxílio emergêncial, caso tenha recebido indevidamente
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador  – Brasília

Cruzamentos de bancos de dados do auxílio-emergencial realizado pela CGU – Controladoria-Geral da União, demonstrou que forma feitos pagamentos indevidos a mais de 680 mil servidores públicos (680.564 exatamente). O prejuízo para o governo chega perto de 1 bilhão de reais.

A conta inclui servidores públicos federais, estaduais e municipais, contando a CGU com auxílio de órgãos de controle como, Tribunais de contas estaduais e municipais e controladorias-gerais dos estados.

Entre os servidores federais, 14.182 servidores são da administração, 52.001 militares e  funcionários de empresas estatais.

Na verdade só tem direito ao benefício criado para diminuir o impacto da pandemia na população de baixa renda, pessoas de famílias com renda mensal inferior a 522,50 reais por pessoa – ou cuja renda familiar não ultrapasse três salários mínimos (3135 reais). Alem destes, tem direito desempregados, microempreendedores individuais (MEIs), contribuintes das Previdência Social e trabalhadores informais.

IMPORTANTE: Servidor que tenha recebido indevidamente o benefício pode devolver, acessando ao site http://devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br e inserindo o CPF de quem recebeu. A pessoa poderá escolher gerar uma guia de recolhimento das União (GRU) aceita somente no Banco do Brasil ou gerar uma outra guia que pode ser paga em qualquer agência bancária ou através de qualquer modo de pagamento.

 

LEIA TAMBÉM: Entenda o desconto de 25% dos salários de servidores públicos municipais, estaduais e federais, proposto pelo governo

LEIA TAMBÉM: Dória vai demitir servidores, seria melhor para paulistas que ficassem

LEIA TAMBÉM: Guedes diz que reajustes para servidores 'é crime contra o país"

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//