OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Servidores de SP em greve dia 29

Em novo dia de paralisação, servidores da cidade de São Paulo decidirão pela aceitação da proposta do governo ou deflagração da greve, desta vez por tempo indeterminado. Foto: Sindsep

Por Franklin Ataide dia em Nossos Direitos e Conquistas

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo

Em mais uma rodada de negociações, os servidores da prefeitura de São Paulo de nível médio e nível básico farão assembléia, próximo dia 29 defronte a sede do governo Bruno Covas.

Servidores e entidades representativas decidirão entre aceitar a proposta (o governo Covas informou que irá fazer nova proposta a ser apresentada na assembléia) ou pela greve total, com paralisação das duas categorias por tempo indeterminado.

Paulo Campos, vice-presidente da OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil, entidade que acompanha o movimento como observadora, disse que “a população precisa saber que esta parcela de trabalhadores está há anos sem reajuste em seus salários, com a inflação corroendo seus ganhos. Temos informação de servidores que, para sobreviver, são ajudados pela família e outros que estão morando nas ruas com suas famílias”.

Na última assembléia os funcionários decidiram rejeitar a proposta da prefeitura que, segundo os organizadores, não contempla boa parte dos integrantes de ambas as categorias. Os servidores encaminharam uma proposta para a prefeitura, porém, até o momento a Secretaria de Gestão não se manifestou.

Entre outras reivindicações, os servidores pedem que o prefeito cumpra com a promessa do pagamento de abono retroativo à maio de 200 reais para os integrantes das carreiras de nível básico e de 300 reais para os que integram as carreiras de nível médio, de maneira que sejam incorporados aos salários a partir de 1º de outubro de 2019.

Manutenção das proporções salariais entre as categorias de nível médio e básico com retomada da proporção que existia entre salários do nível médio e nível superior.

Garantia de que os servidores tenham efetiva condição de chegar ao último nível da carreira ao longo dos anos de trabalho.

Valorização dos servidores que conquistaram diplomas de nível superior.

E reconhecimento com valorização da experiência adquirida em cargos e funções incorporadas.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//