OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

Servidores reajuste zero em São Paulo e energia elétrica sobe 15,84%

EDITORIAL – O anúncio do reajuste de 15% na conta de luz reacendeu a discussão sobre os 14 anos sem atualização nos salários dos servidores da cidade de São Paulo.

Por Anderson Luna dia em Nossos Direitos e Conquistas

Servidores reajuste zero em São Paulo e energia elétrica sobe 15,84%
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador, 04/07/2018, 12:00 h – São Paulo

A ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou reajuste de 15,84% na tarifa de energia elétrica residencial desde hoje (04/07). O aumento será ainda maior para as indústrias que terão alta de 17,67%. Este anúncio provocou a retomada da discussão sobre a injusta – e até imoral - política salarial praticada pela Prefeitura de São Paulo que concede reajuste simbólico de 0,01% por anos seguidos.

Representantes dos servidores manifestaram sua indignação com o índice de reajuste – muitas vezes maior que a inflação do período – e declararam com é impossível para alguns servidores manter as luzes da casa acesas. 

A Eletropaulo, que atende 7,2 milhões de residências na região metropolitana de São Paulo, declarou que o rejuste nada tem a ver com a venda da empresa pela AES para o grupo italiano ENEL.

O índice, superior em mais de 3 vezes a projeção da inflação para 2018, surpreendeu analistas  que esperavam um reajuste menor e preocupou os servidores que não sabem como poderão arcar com mais este aumento no custo de vida.

A inflação projetada para 2018 aumentou para 4,08%.

Os servidores municipais manifestaram a intenção de greve por mudança na lei salarial. “O aumento constante no custo de vida provocado pela inflação é simplesmente ignorado pelo prefeito. A prioridade é a reforma da previdência e não é aceitável chantagear servidores como foi feito” afirmou Anderson Luna, Presidente da OTB – Ordem dos Trabalhadores do Brasil, se referindo ao prefeito Bruno Covas que anunciou que somente haveria reajuste nos salários dos servidores caso fosse aprovada a reforma da previdência”.
 
O custo da energia tem peso de aproximadamente 3,5% no cômputo da inflação. Por conta da seca, a ANEEL manteve para o mês de julho a bandeira vermelha 2 que acrescenta 5 reais a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Em maio, sob vigência da bandeira amarela, o acréscimo nas contas era de 1 real para cada 100 kWh.

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//