OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil        Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020

OTB - Ordem dos Trabalhadores do Brasil - Trabalhando pelos direitos dos Trabalhadores

STF garante 35% de reajuste para todos servidores da Prefeitura de SP

Prefeitura deve recorrer da decisão do STF – Supremo Tribunal Federal que deu ganho de causa para servidores de SP que pleiteam a reposição da inflação. Foto: Gilberto Marques - Divulgação

Por Anderson Luna dia em Nossos Direitos e Conquistas

STF garante 35% de reajuste para todos servidores da Prefeitura de SP
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agência Trabalhador – São Paulo Capital

O gabinete do vereador Toninho Vespoli noticiou esta semana que o STF – Supremo Tribunal Federal reconheceu o direito dos servidores municipais de São Paulo a receberem reajustes equivalentes à inflação em seus salários.  A nota informa que os reajustes deverão ser da ordem de 35% se utilizados os índices do IPC FIPE.

A decisão, que depende de decisão judicial individual para ter validade, deve por fim à seqüência de reajustes de 0,01% que tem corroído os vencimentos dos servidores nos últimos anos e decorreu da iniciativa da ANIS – Associação dos Servidores de Nível Superior do Município de São Paulo.

A ANIS contou com apoio do vereador Vespoli que, por meio de seu partido, o PSOL – Partido Socialismo e Liberdade, entrou com ADI – Ação Direta de Inconstitucionalidade junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo.

Para informação o IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano, que é a principal fonte de renda da prefeitura e é cobrado dos munícipes, foi reajustado conforme o índice da inflação todos os anos.

Em sua defesa, a Prefeitura de São Paulo - ainda segundo a assessoria do vereador - alegou que a legislação que regulamenta os salários dos servidores deveria ser esquecida, já que, caso utilizada, elevaria os salários “além do ideal (sic)”, ou seja, reposição salarial, para o governo Covas, é encarada como  “aumento” e não como manutenção do poder de compra.

Entendimento que não é compartilhado pelos juízes do STF que decidiram pelo direito dos servidores aos reajustes, determinando que a Prefeitura faça a correção dos salários de todos servidores públicos do município de São Paulo como determina a Constituição Federal.
Porém, sendo comum aos governos municipais o hábito de ignorar decisões judiciais, é importante que os servidores se organizem, para que sejam ajuizadas ações para que a prefeitura cumpra a determinação.

Fonte: 2litrao

LEIA TAMBÉM: Prefeitura SP corta VT e VR de parcela dos servidores

LEIA TAMBÉM: Confirmada a denúncia, Bruno Covas vai perder o mandato

LEIA TAMBÉM: Prefeitura de SP: bônus de cerca de 5400 reais para servidores em maio/2020

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui:

//